sábado, 19 de dezembro de 2009

Calma tem sempre um "jeitinho" brasileiro!


Tem que ser com jeitinho, sempre tem um jeitinho, vai com jeitinho que você consegue, a gente dá um jeitinho. Quem já não ouviu expressões como essas?
Num desses momentos de ociosidade, na maré dos meus pensamentos confusos, me veio à tona esse assunto, então nada melhor a fazer, senão escrever algo sobre o mesmo aqui no Prazer do ócio. Pra começar vamos entender essa expressão tipicamente brasileira: O"jeitinho" despreza todas as convenções sociais; é uma forma de burlar as normas usando de recursos emocionais, recompensas, promessas, dinheiro e etc.. onde o individuo vive segundo a lei de Gerson:"O importante é obter vantagem em tudo".
O individuo sabe que não é certo fazer determinadas coisas e faz, e quando chega a hora da correção ele da um jeitinho de se esquivar, de escapar da punição e responsabilização pelo ato, dar dinheiro ao guarda de transito para escapar da multa por exemplo, entrar na contramão do estacionamento do shopping só para pegar a vaga mais rápido que outro , fazer o famoso gato para furtar energia, furar fila, trafegar pelo acostamento, usar da influencia superior para dissuadir a autoridade menor em que a formula típica se vale da celebre frase: Você sabe com quem está falando?(no caso uso abusivo da autoridade), ou então dizer desculpas esfarrapadas como fazem nossos representantes políticos, ( Lembra do assessor do José Roberto Arruda, que justificou que o dinheiro público em espécie recebido pelo governador do Distrito Federal era pra comprar panetones). Quanta criatividade não?
O brasileiro cresce se orgulhando do famoso "jeitinho" como se malandragem fosse um ato de esperteza, e ser honesto é ser sinônimo de paspalho, sempre diz que o mundo é do mais esperto (ou mais malandro). O interessante é que o brasileiro agrega esse jeitinho, como característica cultural do Brasil, assumindo uma postura ridícula e orgulhosa de quem gosta de como diz o adágio" passar a perna" nos outros.
E esses "pequenos" desvios de conduta vão se tornando um ciclo vicioso, onde fazer "sacanagem" com os outros é uma questão de sobrevivência moral. Usamos justificativas como: se os políticos fazem eu também posso fazer, se eu estivesse lá roubaria também.
Todos sabemos que roubar milhões é diferente de fazer um gato de energia e furar fila, mas se olharmos do ponto de vista ético ambas as situações estão no mesmo patamar, pode até parecer vantajoso, engrandecer o individual em detrimento do coletivo, mas na realidade é uma forma de regresso, de espalhar o caos da corrupção, proliferar essa praga que vai matando a moral aos pouquinhos, impedindo qualquer expectativa de melhora da nação. O "jeitinho" brasileiro é mais uma forma de comportamento auto-destrutivo, e de atrairmos para nós tudo aquilo que dizemos ter ojeriza.

8 comentários:

Lucas disse...

Ah de fato, o pior é acreditar que isso é uma caracteristica cultural, é essa a imagem que queremos? Ê barbaridade tchÊ

DUALYS disse...

Na real...Esses políticos são um bando de vagabundos...Essas pessoas que se acham superior(Só pq tem um carrão, bastante dinheiro etc...) Tbm...BRAsILEIRO gosta de inventar umas desculpas(como no caso dos panetones) Onde vamos parar??? Poxa eu fico P DA VIDA, quando vejo uma coisa dessas...
E uma, enquanto ficarmos de braços cruzados sem fazer nada, só vai aumentando a corrupção..Também não tem como fazer nada mesmo... Por exemplo, vc denuncia um corrupto, ele arranja um jeitinho de escapar ... É a verdade é esta... O proprio TÍTULO E A IMAGEM, explica tudo o que acontece...

André disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

Cara essa do panetone foi o fiasco. O engraçado é eles pensarem que acreditamos! é cada desculpa absurda que ao ouvi-las, temos a certeza de que eles pensam que nós somos um bando de imbecís, utilizam-se do auto-engando, ah! como eles mesmmos dariam tudo pra acreditar que é verdade!

Lidiane disse...

Quando sentimos orgulho do jeitinho, estamos aceitando e apoiando tudo aquilo que criticamos! por essas e outras que fica cada dia pior!

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Andréia Borba disse...

òtimo post!
Realmente o tal jeitinho é uma das piores características do brasileiro...
E depois ainda fica revoltado quando os políticos roubam, ludibriam e mentem deslavadamente...
Bjs querida!
Déia